Quinta-feira, 26 de Julho de 2007

Carne e Osso - Zélia Duncan

Composição: Moska e Zélia Duncan

Alegria do pecado
Às vezes toma conta de mim
E é tão bom
Não ser divina
Me cobrir de humanidade
Me fascina
E me aproxima do céu...

E eu gosto
De estar na terra
Cada vez mais
Minha bôca se abre
E espera
O direito ainda
Que profano
Do mundo ser
Sempre mais humano...

Perfeição demais
Me agita os instintos
Quem se diz muito perfeito
Na certa encontrou um jeito
Insosso!
Prá não ser de carne e osso
Prá não ser
Carne e osso!

Alegria do pecado
Às vezes toma conta de mim
E é tão bom
Não ser divina
Me cobrir de humanidade
Me fascina
E me aproxima do céu...

E eu gosto
De estar na terra
Cada vez mais
Minha bôca se abre
E espera
O direito ainda
Que profano
Do mundo ser
Sempre mais humano...

Pois perfeição demais
Me agita os instintos
Quem se diz muito perfeito
Na certa encontrou um jeito
Insosso!
Prá não ser de carne e osso
Prá não ser
Carne e osso!
Nã nã nã nã nã nã nã...

Perfeição demais
Me agita os instintos
Quem se diz muito perfeito
Na certa encontrou um jeito
Insosso!
Prá não ser de carne e osso
Prá não ser
Carne e osso!
Carne e osso!
Carne e osso!

O QUE TEMOS NO BAÚ...:
Publicado por Tatiane Lima às 05:06
Link do post | DEIXE SEU RECADO | ADD O BAÚ EM FAVORITOS
Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

Não Vá Ainda

Zélia Duncan

Composição: Zélia Cristina Duncan e Christiaan Oyens

O que você quer ?
O que você sabe ?
Não é fácil pra mim
Meu fogo também me arde
Às vezes me vejo tão triste

Onde você vai?
Não é tão simples assim
Porque às vezes meu coração não responde
Só se esconde e dói

Por favor não vá ainda, espera anoitecer
A noite é linda, me espera adormecer
Não vá ainda, não
Não vá ainda

Me diga como você pode
Viver indo embora
Sem se despedaçar
Por favor me diga agora
Ou será, que você nem quer perceber ?
Talvez você seja feliz sem saber.


O QUE TEMOS NO BAÚ...:
Publicado por Tatiane Lima às 04:17
Link do post | DEIXE SEU RECADO | ADD O BAÚ EM FAVORITOS

Nos Lençóis Desse Reggae

Zélia Duncan

Composição: C. Oyens e Zelia Duncan

Flash de viagem
Vontade de cantar um reggae
Dono do impulso
Que empurra o coração
E o coração pra vida.
E a vida é de morte
Minha única sorte
Seria de ter esse reggae
Vontade de fazê-lo
No meio da fumaça verde
Não me negue
Só me reggae
Só me toque quando eu pedir
Senão pode
Ferir o dia
Todo cinza
Que eu trouxe pra nós dois.
Nos lençóis desse reggae
Passagem pra Marrakesh
Dono do impulso que empurra
O coração e o coração pra vida.
Não me negue
Só me reggae
Só me esfregue quando eu pedir
E eu peço sim!
Senão pode
Ferir o dia
Todo cinza
Que eu trouxe pra nós dois.
Nos lençóis desse reggae...
Nos lençóis desse reggae
Oh oh yeah... yeah... yeah...

O QUE TEMOS NO BAÚ...:
Publicado por Tatiane Lima às 04:17
Link do post | DEIXE SEU RECADO | ADD O BAÚ EM FAVORITOS

QUEM SOU...

REVIRAR O BAÚ

 

Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


BAÚ ATUALIZADO

Carne e Osso - Zélia Dunc...

Não Vá Ainda

Nos Lençóis Desse Reggae

ENCONTRE NO BAÚ

O QUE TEMOS NO BAÚ...

todas as tags

ÁREA VIP

Boa Sorte / Good Luck

Kid Abelha - Grand Hotel

APENAS MAIS UMA DE AMOR -...

FESTIVAL DE INVERNO BAHIA...

Lenine - Hoje eu quero sa...

Capital Inicial - Primeir...

Todo azul do mar

Flavio Venturini e Beto G...

EXPRESSOS

subscrever feeds

FLASHS DO BAÚ